As histórias dos José’s

Venho hoje, 09 de janeiro de 2012, oficializar o nascimento deste blog. Blog este onde irei publicar todas as minhas aventuras, experiências e andanças em nome da fotografia. Em comemoração ao meu aniversário, dedico esta primeira postagem a duas grandes figuras da fotografia mundial: Joseph Nicéphore Niépce e José Araújo de Medeiros. Desta forma, apresento a vocês um pouco da história destes homens:

Joseph Nicéphore Niépce foi responsável por uma das primeiras fotografias do mundo. Ele começou seus experimentos fotográficos em 1793, mas as imagens desapareciam rapidamente, logo após conseguiu imagens que demoraram a desaparecer, mais precisamente em 1824, o primeiro exemplo de uma imagem permanente ainda existente foi tirada em 1826. Com sua câmera escura, fabricada pelo ótico parisiense Chevalier, conseguiu uma imagem do quintal de sua casa. Apesar desta imagem não conter meios tons e não servir para a litografia, todas as autoridades na matéria a consideram como “a primeira fotografia permanente do mundo”. Esse processo foi batizado por Niépce como heliografia, gravura com a luz solar.

Após ter contado um pouco a respeito de Niépce, agora irei apresentar a história do meu homónimo.

José Araújo de Medeiros (1921-1990), um dos mais importantes nomes da fotografia no País e considerado por muitos o pai do fotojornalismo brasileiro, começou a fotografar profissionalmente em Teresina, cidade natal. No ano de 1939 mudou-se para o Rio de Janeiro e colaborou com as revistas Tabu e Rio,  convidado para integrar a equipe de O Cruzeiro, durante os 15 anos em que esteve na revista, imprimiu sua marca como um dos mestres do fotojornalismo brasileiro, figura importante em função de seu papel exercido na imprensa.

Em 1965 começou a trabalhar em cinema, assinando a direção de fotografia de obras clássicas do cinema nacional, como “A falecida”, “Xica da Silva”, “Memórias do cárcere”  e “Parceiros da aventura”.

Sua obra repercutiu no trabalho de outros artistas de diferentes gerações, como o fotógrafo Walter Firmo e do cineasta Cacá Diegues. A importância da trajetória de José Medeiros insere-se dentro de um amplo programa de pesquisa e difusão da obra completa do fotógrafo, onde o Instituto Moreira Salles (IMS) realiza o projeto maior de preservação e valorização da fotografia brasileira histórica e contemporânea.

Sendo assim, espero que este blog sirva de instrumento de inspiração para vários fotógrafos e amantes da fotografia, para que assim possam vir a criar grandes histórias, assim como os José’s.

Sobre José Medeiros

Fundador da Agencia de Fotografia - Jose Medeiros Imagem Proprietário do Banco de Imagens - Fotos da Terra

Publicado em 9 de janeiro de 2012, em Curiosidades. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Lindo blog… Te desejo felicidades sempre, brother.
    Boas energias para que continue essa missão de difundir a nossa cultura/sociedade/natureza.
    Abs.
    Ruth Albernaaz

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: